DECLAMAÇÃO DO POEMA “JONAS” – DO LIVRO DE POEMAS “MOSAICO” – DE AC TÓRTORO

 

 

 

JONAS

Do livro de poemas “Mosaico”

 

Diante da inflação,

Da fome de feijão e justiça,

Da AIDS física e moral,

Do desemprego constante e crônico

E da estagnação total e deprimente,

Penso em fugir para Társis.

 

Diante da corrupção,

Do ódio por tudo e por todos,

Das guerras entre nações e irmãos,

Do mal do povo e individual

E da falta de compreensão animal,

Penso em fugir para Társis.

 

Diante da ambição,

Da dor local e generalizada,

Dos conflitos nacionais e internacionais,

Dos olhares aflitos e oprimidos

E da desumanização geral e parcial,

Penso em fugir para Társis.

 

Mas diante de Deus,

Do silêncio,

Da escuridão de meu quarto,

(meu grande peixe)

Ganho forças e parto

Em direção a Nínive.

 

ACADEMIAS, ARE-Academia Ribeirão-pretana de Educação, ARL- ACADEMIA RIBEIRÃOPRETANA DE LETRAS, LITERATURA, Poemas, VÍDEOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *